Prova do sítio de Atibaia inclui picada de jararaca em cão de Lula

Segundo documentos obtidos pela Lava Jato, o animal foi levado duas vezes a um veterinário e chegou a ficar internado

Com audiências marcadas, o processo aberto contra Luiz Inácio Lula da Silva no caso do sítio de Atibaia envolve até mesmo a cadela Fox Terrier do ex-presidente. A informação é do repórter Pablo Fernandez, da BandNews FM.

Segundo documentos obtidos pela Força-Tarefa da Operação Lava Jato, Mel, como é chamada, foi levada duas vezes a um veterinário da cidade e chegou a ficar internada depois de levar uma picada de cobra.

Os atendimentos, feitos em março e novembro de 2012, custaram R$ 1.253,00 e foram pagos com cheques de Dona Marisa Letícia.

O laudo - uma das provas de que o sítio seria de Lula - aponta que, da primeira vez, o animal foi picado por uma jararaca. 

Clique e confira os documentos obtidos pela reportagem.

Compartilhar

Deixe seu comentário