Hollande: Rio+20 pode ser um fracasso

O presidente da França afirmou que há riscos de pronunciarem palavras que não serão cumpridas com atos

O presidente francês, François Hollande, apontou nesta sexta-feira em Paris o "risco de fracasso" da Rio+20, a reunião de cúpula no Rio de Janeiro sobre o desenvolvimento sustentável, prevista para os dias 20, 21 e 22 de junho.


Hollande, que pretende comparecer ao evento, destacou os riscos de uma divisão entre os países. "A conferência do Rio será difícil, sabemos que há riscos, riscos de que se pronunciem palavras que não serão cumpridas com atos, o risco da divisão entre países desenvolvidos, países emergentes, países pobres, o risco de fracasso porque pode haver outras urgências", disse Hollande.

"O mundo está agora centrado na crise econômica, na crise financeira, está inquieto a respeito de um certo número de conflitos, como o da Síria", completou o presidente francês na abertura de um fórum em Paris sobre o meio ambiente, que examina a Rio+20.

Hollande também advertiu que o risco de fracasso da reunião no Rio de Janeiro pode ser provocado por "uma forma de indiferença".

"O fracasso pode ser o produto de uma forma de desenvoltura, de indiferença, de ligeireza, a tentação cômoda de ignorar os perigos, que no entanto estão ali: a crise da biosfera", destacou

Compartilhar

Deixe seu comentário