Grupo Bandeirantes e payleven se unem

Fusão tem como objetivo alavancar pagamentos digitais

O Grupo Bandeirantes e a payleven anunciam a fusão entre as empresas OnePay, serviço de recarga para celular pré-pago pertencente ao grupo de mídia, e payleven pioneira em soluções de pagamentos móveis de chip e senha. O negócio tem impacto direto em mais de 40 mil estabelecimentos, que passarão a oferecer recarga de pré-pagos no mesmo aparelho em que já realizam transações de débito e crédito, além de mais de 25 milhões de empreendedores e profissionais liberais brasileiros.

Com a fusão, a payleven incorporará todas as operações da OnePay. O acordo é restrito ao escritório no Brasil, e inclui ainda um aporte financeiro do Grupo Bandeirantes na empresa. De acordo com as companhias, o processo de integração será conduzido por Adriana Barbosa, fundadora da payleven Brasil.

O objetivo da união no mercado é ampliar a oferta de serviços aos estabelecimentos comerciais. Todos os clientes da payleven, mais de 40 mil usuários ativos, que já aceitam cartões de débito e crédito, por meio do leitor chip&senha, a partir de novembro, eles também poderão efetuar recargas de celulares pré-pagos das operadoras TIM, Claro e Vivo no mesmo aparelho.

Atualmente, a OnePay atinge mais de 2 milhões de brasileiros, e continuará a oferecer recarga de celular por meio dos canais online e URA. O acordo prevê para o próximo ano o lançamento da oferta da carteira digital. Além de fazer recarga em um clique, os usuários poderão adquirir produtos e serviços do Grupo Bandeirantes e empresas parceiras da payleven.

“Ao longo dos últimos anos construímos uma plataforma robusta de captura e processamento de pagamentos, que tinha como objetivo entregar agilidade aos clientes. Com o negócio, passamos a complementar nossa oferta de serviços com recarga e carteira digital. A união irá potencializar e acelerar algo que já estava em nosso radar de expansão”, afirma Adriana Barbosa, fundadora da payleven Brasil.

Massimo Tiso, do Grupo Bandeirantes, explica o motivo da fusão e do investimento na payleven. "A payleven, que tem experiência comprovada em tecnologia e execução, vem crescendo constantemente no Brasil, oferecendo aos usuários a possibilidade de alavancar seus negócios. Pensando nisso, o Grupo Bandeirantes resolveu investir na empresa, para juntos democratizarmos os pagamentos móveis no País”, comenta.

A fusão foi assessorada pela U-Start, consultoria global em investimentos com sede na Suíça e escritório em São Paulo, especializada em conectar investidores internacionais a oportunidades de negócios.

“Entendemos as necessidades de nossos clientes globais e buscamos os melhores parceiros locais para o crescimento de seus negócios. Nosso alcance internacional foi chave para a concretização do negócio”, disseram Thiago Silveira e Luiz Rinke, responsáveis pela operação da U-Start no Brasil.

Compartilhar

Deixe seu comentário