Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 19 de março de 2015 - 19h29

Pesquisador prevê cheia acima dos 29 metros

Cálculo matemático do INPA leva em consideração cheias antigos do Rio Negro, que deve ter pico máximo em junho

O município de Lábrea localizado na calha do Rio Purus decretou situação de emergência por causa da cheia e entrou no cronograma de ações da Defesa Civil do estado. No Rio Madeira, o município de Humaitá saiu da cota de emergência e agora está em alerta. Em Manaus, um pesquisador do INPA utiliza um cálculo matemático que prevê que nível deve atingir a cheia este ano vai chegar no Rio Negro e qual deve ser o impacto na capital.