Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015 - 16h45

Grupo Especial do Carnaval desfila sábado

Após meses de preparação, nove escolas de samba de Manaus desfilam na avenida do samba a partir das 18h40
Sambódromo / Divulgação/Arquivo Sambódromo Divulgação/Arquivo

Após meses de preparação, o grande dia chegou para as nove escolas de samba do Grupo Especial de Manaus. Neste sábado, 14, as agremiações levam suas coreografias, samba, bateria, ritmo, fantasias, harmonia e brilho para a avenida do samba no Sambódromo.

 

Quem abre os desfiles, que começam a partir das 18h40, é a Império da Kamélia. Às 20h, quem passa pela avenida é a Andanças de Ciganos, seguido da Unidos do Alvorada (21h20) e A Grande Família (22h40).

 

Na virada do dia, à meia-noite, a Sem Compromisso invade o Sambódromo. A Mocidade de Aparecida entra às 1h20, e 2h40 é a vez da Balaku Blaku desfilar. Às 4h, entra a Reino Unido da Liberdade e para encerrar, às 5h20, a Vitória Régia.

 

Programação

18h40 | Império da Kamélia

20h | Andanças de Ciganos

21h20 | Unidos do Alvorada

22h40 | A Grande Família

0h | Sem Compromisso

1h20 | Mocidade de Aparecida

2h40 | Balaku Blaku

4h | Reino Unido da Liberdade

5h20 | Vitória Régia

 

Império da Kamélia | 18h40

Após chegar ao Grupo Especial no ano passado, a Império da Kamélia promete levar muita alegria para o Sambódromo. O samba enredo é Energia que Move o Mundo e deve juntar na avenida do samba 2.200 integrantes, quatro carros alegóricos e 20 alas.

 

A escola representa a boneca Kamélia que marca a abertura do Carnaval em Manaus. Esse ano, conta com o intérprete Marcelo Buiu, do carnavalesco Luiz Fernando e diretor de bateria Iron Maciel.

 

Andanças de Ciganos | 20h

A tradicional escola de samba do bairro da Cachoerinha, Andanças de Cigano, já se prepara para apresentar na avenida o melhor do Carnaval. Este ano, o enredo da escola vai contar a história do guerreiro esquecido Ajuricaba, o Herói Manaó.

 

A rainha da bateria, Nadara Zaranda, tem ensaiado frequentemente. Todo esforço, segundo ela, e para apresentar o que a escola tem de melhor na avenida do samba. “Na ponta do pé, na ponta da língua e no coração”.

 

Unidos do Alvorada | 21h20

Este ano, a agremiação traz samba enredo Saúde, Alegria e Paz, O Resto A Gente Corre Atrás, cujo foco será no bem estar das pessoas. Este foi o primeiro ano de ensaios da escola na nova quadra, inaugurada no ano passado.

 

A bateria da escola de samba também estará muito bem representada em 2015. Esse será o primeiro ano de Katiely Moraes como madrinha da bateria, da Kamila Linhares como princesa e da Thalita Silva como rainha.

 

A Grande Família | 22h40

A Grande Família, esse ano, tem como samba enredo Orixás – A Força que vem da Natureza, e mostrou nos ensaios que a animação da comunidade será a grande força do desfile do próximo sábado, 14, no Sambódromo.

 

Sobre o tema que a escola leva para a avenida esse ano, o presidente Luizinho Andrade comenta. “Nós vamos abordar a história dos orixás. Dentro dos elementos que representam: o fogo, a terra, a água e o ar”.

 

Sem Compromisso | 0h

A Sem Compromisso traz para avenida o samba enredo Lutar Sempre, Vencer Talvez, Desistir Jamais, que conta a história da luta para sobrevivência humana. A ideia é passar pelo início da humanidade até o destaque de amazonenses no UFC.

 

Serão cinco carros alegóricos, 25 alas e três mil brincantes. A letra do samba enredo foi escrita por Betinho Filho, Ziza Martins, Altemir Souza, Jair Tapajós, Malheiros Júnior, Wallderez Silva, Orlando Câmara, Silvio Santos, Jorge Goulart e Victor Alves. O carnavalesco é Augusto Maciel.

 

Mocidade de Aparecida | 1h20

Com o samba enredo Aquiri – Orgulho do Brasil, a escola de samba Mocidade Independente de Aparecida mostra desde os ensaios que este ano a escola promete fazer um desfile nota 10 ao contar a história do Acre.

 

A agremiação deve levar para a avenida do samba 22 alas e 3.800 brincantes. Os ensaios da escola de samba foram recheados de animação, com a participação do público que tem na agremiação como representante da cultura do bairro.

 

Balaku Blaku | 2h40

Segundo o mestre de bateria da escola, Guilherme de Paula, a ideia é levar cerca de 240 ritmistas para a avenida do samba. Por isso, os ensaios da Balaku Blaku começaram mais cedo, para resgatar quem estivesse afastado.

 

O samba enredo da agremiação conta a história do município de Manacapuru. A Balaku Blaku leva para o Sambódromo os sonhos que se transformaram realidade da Princesinha dos Solimões, como é conhecido o município que fica a 84 km de Manaus.

 

Reino Unido da Liberdade | 4h

Com o samba enredo Construção – Obra Prima da Humanidade, a Reino Unido da Liberdade terá 26 alas e cerca de 4.500 brincantes no Sambódromo. Para fazer bonito, a agremiação levou os ensaios para rua e animou os moradores do bairro.

 

Prova disso foi o último ensaio geral da escola de samba, que envolveu toda comunidade com um verdadeiro arrastão pelas ruas do bairro. Na ocasião, as rainhas, passistas e destaques mostraram estar com o samba afiado.

 

Vitória Régia | 5h20

O samba enredo da Vitória Régia conta a história da chegada dos paraenses em Manaus, sem esquecer da fé em Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará. “A fé do paraense. O paraense tem esse trabalho”, comenta o presidente da escola, Nonato Santos.

 

Sobre a bateria, o mestre da ala, Luiz Carlos, garante inovação e tradição. “Vai ter uma surpresinha lá na nossa galera, que estamos ensaiando à parte dos ensaios de rua. A comunidade da Praça 14 pode ficar tranquila, que a bateria vai dar outro show esse ano”.