SP: Greve dos caminhoneiros dificulta abastecimento de alimentos no Ceagesp

Para evitar desperdício, alguns comerciantes pedem para os veículos não serem carregados nos locais de origem

Entre os produtos que começaram a faltar nos galpões da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) estão mamão e batata.
Caminhões responsáveis pelo abastecimento de frutas, verduras e legumes estão parados nas estradas por causa da greve referente ao aumento do preço do diesel, já no terceiro dia consecutivo.

Os comerciantes dizem não ter reajustado os valores, mas não sabem o que pode acontecer entre as próximas quinta e sexta-feira, 25, considerados dias de maior movimento.

Para evitar desperdício de alimentos, alguns comerciantes pedem para os caminhões não serem carregados nos locais de origem.

Em Janaúba, norte de Minas Gerais, caminhoneiros distribuíram a carga para moradores locais, quando os produtos começaram a ficar deteriorados.
Os comerciantes da Ceagesp, no geral, apoiam a manifestação dos caminhoneiros e dizem que a alta do diesel afeta muito o preço do frete.

Compartilhar