Bolsonaro quer se deslocar para Brumadinho neste sábado

Mesmo sem informação oficial sobre vítimas, presidente lamentou eventuais mortes ocasionadas pelo rompimento de barragem

O presidente Jair Bolsonaro tem intenção de se descolar neste sábado, 26, às 8 horas, para a região de Brumadinho (MG), onde uma barragem se rompeu na tarde desta sexta-feira, 25. A informação foi dada pelo porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, no Palácio do Planalto.

"O governo acompanha de perto a evolução da situação em condições de colaborar com o Estado de Minas Gerais", disse Barros.

Mesmo sem informação oficial sobre vítimas, Bolsonaro lamentou eventuais mortes ocasionadas pelo rompimento da barragem em Brumadinho. "O presidente da República lamenta eventuais perdas de vidas ocasionadas pelo rompimento da barragem na região de Brumadinho, em Minas Gerais", declarou o porta-voz da Presidência, lendo uma nota de Bolsonaro.

Antes de ler a nota, o porta-voz disse que leria a nota do presidente para uma "informação inicial" sobre o ocorrido, classificando o rompimento como "lastimável acidente".

O Planalto confirmou o estabelecimento de gabinetes de crise para acompanhar a situação do rompimento da barragem. O porta-voz da Presidência leu uma nota do presidente Jair Bolsonaro, que determinou o imediato estabelecimento de gabinetes no Palácio do Planalto e no Ministério do Meio Ambiente.

Os ministérios de Minas e Energia, Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Defesa foram acionados para integrar esforços federais e estaduais, diz a nota. Um novo pronunciamento foi agendado para as 18 horas desta sexta-feira, 25.

Compartilhar