Brasil perde um dos maiores jornalistas da sua história, diz Doria sobre Boechat

Governador de São Paulo lamentou a morte do jornalista de 66 anos nesta segunda-feira

João Doria se manifestou em sua conta no Twitter sobre a morte de Ricardo Boechat. O governador de São Paulo fez elogios ao jornalista, que foi vítima de um acidente de helicóptero nesta segunda-feira, 11.

"Com o falecimento de Ricardo Boechat o Brasil perde um dos maiores jornalistas da sua história. Sua atuação diária demonstrava sensibilidade em defesa do interesse público e do jornalismo de qualidade. Toda a solidariedade a seus familiares, amigos e colegas da Rede Bandeirantes", declarou Doria.

Boechat morreu no começo desta tarde quando o helicóptero caiu em cima de um caminhão no km 22 da Rodovia Anhanguera, sentido interior, com o Rodoanel, no começo desta tarde e acabou explodindo. O motorista do caminhão foi socorrido pela concessionária.

Boechat estava voltando de Campinas, onde tinha ido dar uma palestra. Além do âncora da Band, o piloto também não resistiu e veio a óbito.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, também comentou a morte do jornalista em entrevista ao programa Brasil Urgente. "Era uma referência não só para o jornalismo, mas também para toda a sociedade brasileira", disse em conversa com José Luiz Datena. O prefeito disse ainda que a cidade pretende fazer uma homenagem a Boechat. "Algo que esteja à altura e dimensão dele", contou Covas, sem dar detalhes. "[Algo que] a população de São Paulo possa fazer uma justa homenagem e contar para as próximas gerações quem foi Boechat, o que fez, e o que representou."

O presidente Jair Bolsonaro também usou as redes sociais para lamentar a morte de Boechat, assim como o ex-presidente Michel Temer. "Triste notícia a morte do jornalista Ricardo Boechat. Lamentável perda para o jornalismo brasileiro. Meus sentimentos à família", disse o político do MDB.

Compartilhar

Deixe seu comentário