‘Não sei como vou fazer sem ouvir a voz dele’, desabafa irmão de Ricardo Boechat

Carlos Boechat costumava gravar o Jornal da Band para assistir diariamente depois que chegava em casa

Carlos Boechat, irmão de Ricardo Boechat, se emocionou ao falar do apresentador durante o velório nesta terça-feira, 12, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo.

Muito emocionado, ele contou que costumava gravar o Jornal da Band para poder assistir quando chegasse em casa, por volta das 20h30. "É um momento muito cruel. Ele não merecia isso. O país perdeu, o jornalismo perdeu, a família perdeu. É irreparável. Sabemos o que ele foi, um homem de verdade, de coragem, com um jornalismo diferenciado, que deu outra visão ao rádio. Eu gravava o jornal para poder ver depois quando chegasse. Não sei como vou fazer sem ouvir a voz dele, sem vê-lo", desabafou Carlos, que era apenas 1 ano e meio mais velho que o âncora. O apresentador tinha outros quatro irmãos.

Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu no início da tarde de segunda-feira, 11, em um acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo. Ele voltava para o heliponto da Band, no bairro do Morumbi, zona sul da capital, depois de participar de uma palestra em Campinas. No momento em que a aeronave apresentou uma pane no ar, o piloto Ronaldo Quattrucci tentou fazer um pouso de emergência, mas acabou colidindo com um caminhão. Ele e o jornalista morreram carbonizados.

Compartilhar