Sobe para 203 o número de mortos na tragédia de Brumadinho

A Defesa Civil de MG informou também que 105 pessoas continuam desaparecidas e 398 foram localizadas

A Defesa Civil de Minas Gerais atualizou nesta quinta-feira, 14, o número de mortos pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho. O acidente, que ocorreu na região metropolitana de Belo Horizonte, há cerca de dois meses, deixou 203 mortes. Ainda segundo a corporação, 105 pessoas ainda estão desaparecidas e 398 foram localizadas.

Os trabalhos de identificação dos mortos resgatados ainda continuam na região, assim como a busca pelos desaparecidos. De acordo com a Polícia Civil, mais dois corpos foram identificados.

A barragem 1 da mina Córrego do Feijão em Brumadinho rompeu no dia 25 de janeiro. Os rejeitos atingiram a área administrativa, uma pousada e comunidades localizadas perto da mina.

As causas da tragédia ainda não foram esclarecidas. A principal linha de investigação sobre o colapso é o acúmulo anormal de água e a falha no sistema de drenagem da barragem.

Compartilhar

Deixe seu comentário