Raposas-do-campo resgatadas são batizadas como Simone e Simaria

Além de serem pouco conhecidas pelas pessoas, esta é uma das espécies menos estudadas pelos pesquisadores

Duas raposinhas foram resgatadas e agora são as novas moradoras do Zoológico de São Paulo. As raposas-do-campo só existem em áreas de cerrado e estão ameaçadas de extinção. Além de serem pouco conhecidas pelas pessoas, esta é uma das espécies menos estudadas pelos pesquisadores. Isto motivou o zoológico a recebê-las após o resgate – feito no ano passado – a fim de estudar mais para evitar a extinção da espécie.

Elas foram apresentadas ao público na última segunda-feira, 28, e batizadas de Simone e Simaria, em homenagem à dupla sertaneja. As raposinhas têm um ano e meio e chegaram ao zoo em julho. Elas pesam cerca de 4 kg e estão em um recinto que se assemelha ao cerrado.

"Na literatura, os estudos mostram que a raposa-do-campo possui hábitos crepuscular-noturno e uma dieta carnívora/insetívora, buscando principalmente como recurso alimentar os cupins – a base da alimentação, mas consomem também outros invertebrados, pequenos vertebrados e variados frutos, o que indica que sejam boas dispersoras de sementes", conta a a página oficial do Zoológico de São Paulo nas redes sociais.

"No Zoo, foi elaborada uma dieta para atender as necessidades nutricionais da espécie, sendo oferecido diariamente frutos, carnes, ovos e ração balanceada para canídeos", completa. Para dar as boas-vindas às novas moradoras, foi realizada uma programação especial nesta quarta-feira, 30. No período da tarde, foram apresentdos os equipamentos utilizados em trabalhos de campo, além de curiosidades exibidos vídeos sobre a conservação do cerrado.

Veja mais fotos de Simone e Simaria em seu novo habitat:

A raposa-do-campo cheirando uma florA raposa-do-campo cheirando uma flor - Divulgação/Paulo Gil/Zoo
A raposa-do-campo em seu novo habitatA raposa-do-campo em seu novo habitat - Divulgação/Paulo Gil/Zoo
Raposas-do-campo só existem em áreas de cerrado e estão ameaçadas de extinção.Raposas-do-campo estão ameaçadas de extinção - Divulgação/Paulo Gil/Zoo

Compartilhar