SP: governo decreta sigilo de documentos da PM

Carimbo não vale só para papéis que possam colocar a população em risco, mas também para informações financeiras e administrativas da corporação

Além de dados do Metrô, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado), o governo de São Paulo decretou o sigilo de documentos da PM (Polícia Militar). 

O carimbo não vale só para papéis que possam colocar a população em risco – como prevê a lei – mas também para informações financeiras e administrativas da “PM”. 

Os sigilos variam entre 5 e 15 anos e impedem, por exemplo, a divulgação de dados como planejamento e execuções orçamentárias, agenda do comandante-geral e distribuição do efetivo em bairros onde há mais registro de crimes. 

Procurada, a PM afirma que a medida foi adotada após uma criteriosa análise que leva em conta fatores como segurança das pessoas e estratégias operacionais.

Não deixe de ler
Beneficiários do Minha Casa, Minha Vida são expulsos por traficantes e milicianos

Vírus ebola pode persistir no sêmen de alguns homens por até nove meses

Papai Noel é eleito vereador em cidadezinha no Alasca

Fotos
Modinha? Homens tiram fotos nus, em pose de frango congelado. Veja mais imagens 
Vídeos
Batalha mortal entre raposas vence um concurso de fotografia
Fotógrafo amador ganha prêmio de foto de vida selvagem do ano
Reprodução/BandNews TV
 

Menores roubam carro e câmera de policial flagra perseguição

Menores roubam carro e câmera de policial flagra perseguição

Reprodução

Compartilhar