Rádio Bandeirantes
Rádio BandNews FM 99.3
Band TV
Terraviva
Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 13 de novembro de 2013 - 16h52

Kiss: Réus não se retratam na justiça

Juiz que conduz o caso deve marcar nova audiência já três pessoas não compareceram ao Fórum

Os dois réus envolvidos no processo da boate Kiss acusados de falso testemunho não aceitaram o acordo com a Justiça para extinguir o processo. Elton Cristiano Uroda, ex-sócio da boate, e Volmir Panzer, contador da casa noturna, são acusados de terem dito em seus depoimentos que Eliseo Spohr, pai de Elissandro Spohr – um dos sócios da Kiss, não era sócio da boate quando ele de fato era, segundo a Polícia Civil e o Ministério Público.

 

O advogado dos dois, Jader Marques, afirmou que eles não cometeram o crime, e, portanto não aceitariam o acordo. Com isso, eles seguem sendo processados. Das quatro testemunhas previstas para serem ouvidas, três não compareceram ao Fórum de Santa Maria.

 

O juiz Ulysses Louzada, responsável pelo caso, afirma que é dever de todo cidadão prestar depoimento ao ser notificado pela justiça. Por conta disso, uma nova audiência será marcada.

Ainda não há uma data prevista para a sessão. Nesta segunda audiência, as duas testemunhas que haviam sido notificadas, mas não foram ao Fórum, serão conduzidas por um oficial de Justiça e, se preciso, acompanhadas pela polícia. O juiz vai verificar se a terceira pessoa que não compareceu foi localizada pelo oficial de Justiça ou não.