Rádio Bandeirantes
Rádio BandNews FM 99.3
Band TV
Terraviva
Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 6 de dezembro de 2018 - 10h49

Ibiraiaras tem sido alvo de ataques a bancos desde 2009

Apenas cinco policiais fazem a segurança da cidade gaúcha que viveu um verdadeiro terror nesta semana
No assalto, clientes e funcionários dos bancos foram mantidos reféns e um cordão humano foi formado / Divulgação No assalto, clientes e funcionários dos bancos foram mantidos reféns e um cordão humano foi formado Divulgação

O cerco policial após o ataque a duas agências bancárias em Ibiraiaras, na região norte do Rio Grande do Sul, terminou com dois criminosos presos e outros seis mortos. As buscas pelos bandidos duraram pouco mais de um dia e envolveram dezenas de agentes de órgãos de segurança. O gerente de um dos bancos, Rodrigo Mocelin, de 37 anos, foi uma das pessoas feitas reféns. Ele foi baleado pelos suspeitos, chegou a ser encaminhado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

 

Município gaúcho essencialmente agrícola, Ibiraiaras conta com pouco mais de 7 mil habitantes que não passaram por essa experiência pela primeira vez, como relata a prefeita Ivete Luchezi. “Nosso município já foi acometido pela quarta vez, a primeira foi em 2009, que também houve refém e o assalto foi nas duas agências, Banco do Brasil e o Banrisul. Em 2015 assaltaram na madrugada, então não havia reféns, mas praticamente demoliram com as duas agências. E, infelizmente este ano em maio e nessa semana ocorreram esses dois assaltos. Nós estamos bastante inseguros, nossos habitantes, os munícipes, estamos numa situação de insegurança, muita angústia e impotência perante todas essas situações”, afirma.

 

A cidade conta com cinco policiais que se revezam para fazer a segurança durante os três turnos. O batalhão regional da Brigada Militar fica em Lagoa Vermelha, a pouco mais de 30 quilômetros de distância.

 

Apesar do reforço, segundo a prefeita, não chega a ser um efetivo suficiente. “Ela atende quatro municípios. Não consegue atender simultaneamente os quatro municípios. A Brigada Militar está presente, mas não 24 horas”, explica.

 

Durante o cerco policial, foram apreendidas 11 armas, munições e recuperados R$ 115 mil que haviam sido roubados dos bancos em Ibiraiaras.