Governo do Rio contingencia R$ 7,6 bilhões do Orçamento

Ficam preservadas da decisão as secretarias de Estado de Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, além do Programa Segurança Presente

O governo do Rio de Janeiro suspendeu, por tempo indeterminado, as despesas consideradas não essenciais e anunciou o contingenciamento de R$ 7,6 bilhões do Orçamento do Estado. A informação é de Maurício Bastos, da BandNews FM.

INSCREVA-SE NO CANAL BAND JORNALISMO NO YOUTUBE E RECEBA O MELHOR CONTEÚDO QUANDO E ONDE QUISER

A medida emergencial, publicada nesta quarta-feira, 25, em edição extra do Diário Oficial, afeta, por exemplo, viagens ou eventos, pagamento de diárias, contratação de serviços de consultoria, locação de veículos e a aquisição de equipamentos.

Ficam preservadas da decisão as secretarias de Estado de Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, além do Programa Segurança Presente.

O decreto também estabelece limites para o pagamento de encargos sociais, despesas obrigatórias, manutenção, entre outros, por parte de agências, empresas, fundações e autarquias ligadas à administração estadual.

O objetivo, segundo o Governo do Estado, é fazer frente à queda na arrecadação provocada pela pandemia do coronavírus e pela redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional.

Compartilhar