Bolsonaro diz que testou coronavírus com nome em código: 'Se mostrar, vão falar que é mentira'

O presidente disse que toma a atitude de privar seu nome há algum tempo

Em entrevista a José Luis Datena, no Brasil Urgente, o presidente Jair Bolsonaro confirmou ter feito dois exames para o novo coronavírus com o nome em código, e disse que é uma medida de proteção.

“Os testes que eu faço aqui são com códigos. Aí se eu mostrar o código, as pessoas vão falar que é mentira. Isso que vai acontecer. Da minha parte não tem problema, agora tem uma lei que diz que eu tenho direito a intimidade, não tem obrigação de mostrar pra ninguém”, pontuou o presidente.

Bolsonaro disse que toma a atitude de privar seu nome há algum tempo, com remédios manipulados: “Eu peço pro médico colocar um nome de fantasia para não correr o risco de meia dúzia de pessoas colocar uma dose a mais do medicamento”, frisou.

O presidente realizou o primeiro teste para o Covid-19 dia 13 de março, e outro dia 17. Segundo ele, ambos deram negativo, e espera apresentar algum sintoma para realizar um novo exame.

Compartilhar