Dupla é presa por falsificar álcool gel na Grande São Paulo

Na composição do produto, criminosos usavam álcool líquido 40% e um gel utilizado em exames de imagem

Dois homens foram presos na grande são Paulo acusados de produzir e vender álcool gel falsificado. O produto era adulterado em um galpão na cidade de Itaquaquecetuba, conforme mostrou a reportagem do Jornal da Band deste sábado, 28.

Na composição, os criminosos usavam álcool líquido 40% e um gel utilizado em exames de imagem, como o ultrassom. Nenhum dos dois itens são indicados para higienização ao combate do novo coronavírus. A polícia chegou a um dos bandidos após denúncia anônima.

Depois de confessar a ação, os criminosos levaram os policiais ao deposito, onde dezenas de recipientes estavam já com rótulos, prontos para a venda, que era feita, inclusive, pela internet. A dupla foi presa em fragrante e pode pegar até 15 anos de prisão.

O delegado da ação, Carlos Miranda, fez um apelo à população para que não compre álcool gel sem saber, de fato, a origem do produto. “Evite comprar na internet ou fora de farmácias, pois há grandes chances de vocês adquirir um produto que não protege você, nem a sua família.”

Dupla é presa por falsificar álcool gel na Grande São Paulo

Compartilhar