SP: Prefeitura descarta aulas à distância por 40% dos alunos não terem acesso à internet

Em entrevista à BandNews FM, o secretário de Educação, Bruno Caetano, disse que materiais didáticos estão sendo enviados aos estudantes

Quase 40% dos alunos da rede municipal de ensino da capital paulista não tem acesso à internet em casa. Por isso, a Prefeitura de São Paulo optou por não ministrar aulas à distância enquanto as escolas estão fechadas por causa da pandemia.

A estratégia escolhida foi a de enviar o material didático em forma de cadernos para as casas dos quase um milhão de estudantes.

Em entrevista à BandNews FM, o secretário municipal de Educação disse que o material começou a ser entregue e tem conteúdo para os próximos dois meses. Segundo Bruno Caetano, os cadernos são diferentes para os alunos das creches, pré-escolas, ensinos fundamental e médio.

Os textos também trazem orientações para os pais. Para receber o material, os pais precisam acessar o site da Secretaria Municipal de Educação e atualizar o endereço cadastrado.

De qualquer forma, a Prefeitura de São Paulo disponibiliza uma plataforma online para os estudantes que estão em casa. Mas o secretário Bruno Caetano é enfático ao dizer que essa é uma estratégia complementar.

Assim que as escolas forem reabertas, o material enviado aos estudantes será utilizado em sala. Com base neles, os professores terão que elaborar um plano de aulas de reforço.

Compartilhar