Duas mil mensagens sexuais derrubam secretário de Theresa May

Alegando assédio e perseguição, duas mulheres relataram que Andrew Griffiths enviava mensagens "repugnantes"

O secretário de Estado de Empresa do Reino Unido, Andrew Griffiths, renunciou ao cargo após terem sido reveladas pelo jornal Sunday Mirror duas mil mensagens de conteúdo sexual enviadas por ele a duas mulheres, com assédio e perseguição, pelo Facebook, WhatsApp, Instagram e Snapchat.

De acordo com o jornal, uma das jovens contou que as mensagens, recebidas pelas redes sociais, começaram em junho após ela publicar um vídeo “picante”. Ela descreveu o conteúdo das mensagens como “repugnantes”.

Responsável pela relação e fomento de pequenas empresas, Griffiths apresentou a renúncia no último domingo, 14. Ele declarou se sentir “profundamente envergonhado” e que o caso teria causado “incalculável indignação” na família dele.

Compartilhar