Femen protesta durante discurso do Papa

Quarteto manifestou-se a favor dos diretos dos gays

Quatro militantes do movimento Femen, em favor do direito das mulheres e dos homossexuais, protagonizaram uma nova manifestação com os seios à mostra, desta vez na Praça São Pedro de Roma neste domingo, no momento em que o Papa recitava sua prece semanal.

As quatro mulheres estavam posicionadas ao lado da Árvore de Natal na praça, diante da Basílica de São Pedro. Quando o Papa apareceu em sua janela para o Angelus, elas começaram a se despir, e em segundos mostraram os seios no meio dos fiéis.

As militantes exibiam no peito a expressão "Cale a boca" e nas costas "In gay we trust", alusão a "In god we trust" (Em Deus confiamos, lema oficial dos Estados Unidos).

A ação durou apenas alguns minutos e elas foram imediatamente detidas. O Femen é conhecido desde 2010 por suas ações de "topless", principalmente em Rússia, Ucrânia e Inglaterra. Em setembro, elas criaram em Paris "o primeiro centro de treinamento" do "novo feminismo". Essas feministas defendem também a democracia e o combate à corrupção.

Compartilhar