Boston: brasileira é pisoteada após explosões

Marcos Paulo Reis monitora 23 alunos que participam da maratona e conta tudo o que aconteceu na cidade após as explosões

O treinador de corridas, Marcos Paulo Reis, conta que a cidade de Boston está um caos depois de duas explosões próximas à linha de chegada da maratona de Boston. Ele está na cidade acompanhando 23 alunos que participavam da prova e diz que uma de suas alunas foi pisoteada após as explosões.

"Uma prova tranquila como qualquer outra maratona. Eu estava em outro ponto da prova e sempre volto para a linha de chegada. Foi um caos, a cidade está parada. Uma atleta minha chegou dois minutos antes das explosões e foi pisoteada, mas passa bem", conta Marcos Paulo Reis à Rádio Bradesco Esportes FM.

Segundo Marcos, as vias de acesso foram prontamente interditadas após as explosões e transformou a cidade em uma verdadeira bagunça. Ele conta ainda que tenta entrar em contato com todos os amigos e alunos que participam da maratona.

"O túnel onde eu estava foi uma bagunça. Agora estou no hotel tentando saber dos meus amigos, dos meus atletas. Até as ligações estão difíceis, acho que as linhas estão congestionadas. Vamos rezar para todo mundo estar bem", finaliza.

Compartilhar