Índice de área verde diminui em 9 regiões

Jabaquara e Pinheiros tiveram redução de quase 60% no índice de metros quadrados de cobertura vegetal por habitante em 2012

Considerado um importante indicador da qualidade de vida nos municípios, o índice de áreas verdes públicas por habitante caiu em 9 das 31 subprefeituras da capital entre 2011 e 2012. Em algumas regiões, a diminuição chega a 60%.

Leia outras notícias do Metro São Paulo desta sexta-feira

No Jabaquara, onde houve a maior perda, o índice passou de 5,98 m² por habitante para 2,41 m² , uma redução de 59,5%. Logo em seguida vem Pinheiros, queda de 5,26 m² para 2,18 m² diminuição de 58,5% (veja quadro ao lado).

Em toda a cidade, a proporção subiu de 12,41 m² de área verde per capita para 14,58 m². O número ainda está abaixo do mínimo recomendado pela (SBAU) Sociedade Brasileira de Arborizacão Urbana, que é de 15 m². . Em Curitiba (PR), cidade mais verde do país, segundo a ONU, o índice é de 64 m² de área verde por habitante.

Para especialistas, a piora do indicador na capital está relacionada à verticalização da cidade e à falta de incentivos para a preservação ambiental.

“Os grandes empreendimentos também provocam mudanças viárias, atingindo áreas verdes que estavam preservadas”, afirma o consultor ambiental Alessandro Azzoni.

Segundo o Departamento de Aprovação de Edificações, no ano passado foram emitidos 68 alvarás para a construção de prédios na região de Pinheiros, 11% do total da cidade

“O município devia dar incentivos tributários para os empreendimentos imobiliários que preservam áreas verdes”, afirma o engenheiro florestal Demostenes Silva, vice-diretor da SBAU.

A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informou que o número de parques da capital subiu de 33 para 97 entre 2005 e 2012, mas não se manifestou em relação à redução no índice de áreas verdes por habitante.

O plano de metas do prefeito Fernando Haddad prevê a criação de um sistema de contrapartida para fins de implantação de áreas verdes e financiamento de terrenos para parques, mas sem prazo para implantação.

Confira outras edições do Metro pelo país

Compartilhar