Caso Pesseghini: vídeo mostra testemunha misteriosa

Versão oficial diz que menino matou os pais, a avó e uma tia-avó; família sempre questionou conclusão

Um novo vídeo mostra uma testemunha nunca ouvida no caso Pesseghini, sobre a chacina de uma família de PMs ocorrida em São Paulo há cerca de um ano. Na versão oficial, o menino Marcelo matou os pais, a avó e uma tia-avó, depois cometeu suicídio. Os parentes do garoto sempre contestaram essa conclusão e querem que o crime seja investigado pela polícia federal.

A sequência, obtiva com exclusividade pelo Jornal da Band, mostra o veículo que supostamente foi dirigido por Marcelinho após os crimes estacionando em uma rua. Pouco tempo depois, um homem se aproxima e fica em frente à janela por alguns segundos, amtes de sair caminhando.

A câmera registrou detalhes característicos da testemunha: um adulto magro, que usa óculos e tem um andar peculiar. Apesar disso, ele jamais foi procurado pelos investigadores do crime. Fontes afirmam que a polícia teve acesso a esse vídeo e que a orientação dada foi de que as imagens deveriam ser apagadas.

Menos de dois minutos após o homem misterioso aparecer, dois carros escuros passam pelo local em baixa velocidade. São exatamente os mesmos veículos que aparecem em outras imagens, reveladas em julho pelo Jornal da Band, que mostram os automóveis em comboio, passando devagar, imediatamente depois que o carro de Marcelinho pisca quatro vezes as lanternas traseiras ao estacionar.

Compartilhar