Cunha se vê "execrado" e descarta renúncia

Sobre as contas na Suíça, o presidente da Câmara dos Deputados negou e disse que não iria falar sobre o assunto

Em meio a tantas polêmicas, o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha se vê execrado e descarta a hipótese de deixar o cargo. “Esquece, eu não vou renunciar”, disse em entrevista à colunista do jornal "Folha de São Paulo" Mônica Bergamo, que também é colunista da BandNews FM.

Cunha reclamou dos parlamentares que “pedem o benefício da dúvida para eles” e que agora querem afastá-lo da Câmara. Ele classificou isso com “fascismo”.

Sobre as contas na Suíça, o peemedebista disse que não iria falar sobre o assunto e reitera o depoimento dele à CPI, afirmando a ausência de contas no país.

Quando Cunha foi questionado sobre as empresas offshore e se elas seriam as titulares que controlavam as possíveis contas da Suíça, ele disse que não “ia cair na armadilha de alimentar essa discussão. A cada dia aparece uma história diferente. Eu estou sendo execrado por uma divulgação seletiva, vazada de forma criminosa, para tentar me constranger, como sempre”. 

Em relação ao impeachment, ele afirmou que não está trabalhando pelo processo e que “se estivesse, por que não aceitaria os pedidos?”. Mas, o presidente da Câmara também disse que não vai deixar na gaveta. “Não tenho esse direito. Tenho obrigação funcional. E vou cumprir a minha obrigação” falou.



Procuradoria confirma existência de contas de Cunha na Suíça:

Você viu essas notícias?

Homem faz tattoo de Dilma com rosto de diabo

Máquina capaz de lavar sangue salva garoto

Britânico tem conta no Facebook suspensa devido a seu nome

Jovem trans mostra transformação após tratamento hormonal; veja

Assista

Mulher é encontrada morta dentro de geladeira

Mulher é encontrada morta dentro de geladeira

Reprodução

Galeria de fotos

Esquilo-fêmea faz sucesso no Instagram


Jill é uma esquilo-fêmea de dois anos que foi resgatada do furacão Isaac

this_girl_is_a_squirrel/Instagram

Compartilhar