PT reage à decisão que anula nomeação de Lula

"Boataria", disse vice-líder do partido na Câmara, Henrique Fontana

Minutos depois da divulgação da decisão da Justiça que suspende a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil, o vice-líder do PT na Câmara, Henrique Fontana (RS), classificou o fato como “boataria” e disse que não são juízes de primeira instância que escolhem ministros.


“Quem tem a prerrogativa de ministros é a presidenta da República e para chegar à Presidência da República é preciso os votos da maioria dos brasileiros”, afirmou.

Fontana, que participou da cerimônia de posse de Lula, disse ainda estar absolutamente seguro da legalidade da posse. “Neste momento, ele é o chefe da Casa Civil e pode estar assinando atos neste momento. Ele goza de todos os direitos constitucionais. Será um excelente ministro e vai contribuir muito para o governo e enfrentar este momento de golpe”, completou.

Fontana alertou que o momento do país exige “muito equilíbrio” e afirmou que a convulsão social que, segundo ele, estimulada pela oposição, “é extremamente negativa para o país”.

A oposição reagiu. O líder do PPS, Rubens Bueno (PR) comemorou a decisão da Justiça. “Este país tem leis que não podem ser afrontadas."


Você leu essas notícias?

Moro diz não ter reparado em horário de áudio com conversa entre Dilma e Lula
Definidos nomes que vão compor comissão do pedido de impeachment
OUÇA: Discurso de Dilma é marcado por recados a Temer, Moro e oposição


FOTOS: Posse de Lula na Casa Civil é seguida de protestos em todo o Brasil

Manifestantes cercam o Palácio do Planalto em protesto contra Dilma
Ricardo Moraes/Reuters

 

Compartilhar