Justiça manda soltar pai suspeito de matar filha

Ricardo Najjar teria sufocado Sophia, de 4 anos, em seu apartamento

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Melo mandou soltar Ricardo Krause Esteves Najjar, de 24 anos. Ele entendeu que prisão temporária do suspeito de matar a filha de 4 anos dentro de seu apartamento em São Paulo excedeu o prazo e antecipou a condenação dele.

 

A garotinha Sophia morreu sufocada por esganadura e sofreu um edema cerebral em dezembro de 2015. De acordo com as investigações, o pai agrediu a criança, que tinha mais de 21 hematomas pelo corpo. A defesa de Ricardo, no entanto, alega que ele teria ido tomar banho e ao sair encontrou a filha caída no chão, com um saco plástico na cabeça.

Ricardo Najjar terá que cumprir uma série de regras, como permanecer em sua residência, atender as convocações do juiz e adotar uma postura de cidadão integrado à sociedade.

Veja mais informações sobre o caso:


Leia também:
Adolescente é suspeito de agredir filho de 8 meses

SP: babá é presa após agredir menina de dois anos

Compartilhar