Lei da Imigração: grupos entram em confronto na Paulista

Entre os detidos está Hasan Zarif, líder do movimento "Palestina para Todos"

Dois grupos – um formado por descendentes de imigrantes e outro por integrantes da chamada "Marcha Contra a Lei da Imigração" – entraram em confronto na região da Avenida Paulista na noite de terça-feira.

Acionados, policiais militares encaminharam para a Delegacia dos Jardins os brigões de ambos os lados; feridos, alguns tiveram que antes ser atendidos no hospital.

Entre os detidos está Hasan Zarif, líder do movimento "Palestina para Todos" e dono do restaurante Al Janiah, localizado no Bixiga.

O ato anti-imigração - que tem como alvo a nova lei de imigração proposta em 2015 pelo então senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), que hoje é ministro das Relações Exteriores - foi coordenado pelo Movimento Direita São Paulo. 

Uma bomba foi jogada durante o confronto na Avenida Paulista, próximo à estação Consolação do Metrô.

Os integrantes do movimento contrário à política de acolhimento aos imigrantes refugiados afirmaram que o artefato explosivo foi lançado contra os manifestantes que, segundo eles, até aquele momento realizavam o ato pacificamente.

Até o fim da madrugada desta quarta-feira, os envolvidos na confusão ainda prestavam depoimento na delegacia.

Você viu?
MTST protesta contra prisão de militantes durante greve

Compartilhar