Oscar Maroni faz promessa caso Lula seja morto na prisão

Em vídeo, dono de famosa casa noturna paulistana afirma que dará cerveja de graça para seus clientes caso o petista morra

O empresário Oscar Maroni, proprietário da casa noturna Bahamas, na Zona Sul de São Paulo, afirmou que dará cerveja de graça aos frequentadores do local por um mês caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja morto na prisão.

O petista tem um habeas corpus julgado no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira (4) e, caso a Corte decida pela manutenção da prisão em segunda instância, pode acabar atrás das grades.

Vestido com uma roupa parecida com a de um presidiário, que lembra a do boneco Pixuleco (que retrata Lula como um detento), Maroni aparece em um vídeo que circula pelas redes sociais rodeado de outros homens e afirma que, caso o ex-presidente seja preso, dará cerveja de graça a seus clientes “até a meia-noite”.

Logo na sequência, o empresário afirma, então, que, caso o petista seja morto na prisão, presenteará seus clientes com cerveja gratuita durante todo o mês.

Questionado por um homem que o filma o que faria caso o ex-presidente tivesse uma morte “sofrida” na prisão, Maroni diz: "aí eu dou o rabo".

O Portal da Band não conseguiu contato com o empresário até o momento da publicação desta matéria.

Compartilhar