Jovem é condenado por plano de decapitar premier britânica

Homem de 20 anos é simpatizante do grupo terrorista Estado Islâmico

O Tribunal Central Criminal do Reino Unido condenou nesta quarta-feira, 18, o jovem Naaimur Zakariyah Rahman por planejar um atentado contra a primeira-ministra britânica Theresa May.

Residente na zona norte de Londres, o homem de 20 anos é simpatizante do grupo terrorista Estado Islâmico e foi preso em 28 de novembro de 2017, graças a uma investigação do MI5, o serviço secreto britânico.

Segundo o inquérito, Rahman queria detonar uma bomba artesanal em frente à residência oficial de May, e depois tentar esfaqueá-la ou decapitá-la.

A residência de May, no número 10 de Downing Street, é também o escritório dos primeiros-ministros britânicos. O imóvel é fortemente protegido e existe um portão no final da rua de onde membros do público e turistas se reúnem para ter um vislumbre do local.

"Estamos falando de um indivíduo que teria matado, ferido e mutilado várias pessoas, inclusive policiais e membros do público", disse Dean Haydon, chefe do Comando de Contraterrorismo da Polícia Metropolitana.

O plano foi revelado a outros jihadistas por meio do aplicativo de mensagens Telegram.

A pena da condenação de Naaimur Zakariyah Rahman ainda não foi definida.

Compartilhar

Deixe seu comentário