SP: Metrô teve cerca de 250 mil passageiros a mais após o início do novo rodízio

Movimento no transporte público cresceu após a nova medida para manter o isolamento social na capital paulista

Um balanço do governo de São Paulo aponta que as principais linhas do Metrô tiveram cerca de 250 mil passageiros a mais depois do início do rodízio ampliado de veículos na capital paulista.

A iniciativa começou na última segunda-feira, 11 e, desde então, ouvintes da BandNews FM estão reclamando de lotação nos trens. Nesta terça, 12, é a vez de os carros de placa final par (0, 2, 4, 6 e 8) circularem normalmente. Amanhã, dia 13, a restrição volta a valer para os carros de placa final ímpar (1, 3, 5, 7 e 9).

Em entrevista à BandNews FM, o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, a percepção durante esta manhã é de que o aumento de passageiros continua nos trens.

Na comparação com a quinta-feira, dia 26/03, com taxa de isolamento social na capital de 54%, as linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha transportaram 640 mil passageiros. Ontem, esse volume subiu para 880 mil.

Na média com os últimos dias, o aumento de passageiros no Metrô foi de 8%; já na CPTM foi de 12% e na EMTU foi de 11%,.

O secretário diz não ser possível colocar 100% da frota dos trens em funcionamento por ter funcionários afastados por pertencerem ao grupo de risco do coronavírus. Alexandre Baldy ainda pediu aos patrões que façam trocas de turno ou iniciem a jornada de trabalho fora dos horários de pico para evitar as aglomerações nos trens e estações.

Assista a entrevista na íntegra:

Compartilhar