Cunha acolhe processo de impeachment de Dilma

Denúncia aceita por presidente da Câmara deve ser lida em plenário e encaminhada a uma comissão multipartidária

O presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Eduardo Cunha, anunciou nesta quarta-feira que acolheu um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.


PT decide votar contra Cunha no Conselho de Ética

A decisão foi divulgada após a bancada do PT no Conselho de Ética da Casa ter dito que votaria a favor da continuidade do processo que investiga Cunha por quebra de decoro parlamentar por ter mentido sobre a existência de contas em seu nome na Suíça. No entanto, segundo o peemedebista, sua posição sobre o impeachment já tinha sido definida antes disso.

A denúncia aceita por Cunha foi apresentada em outubro pelos juristas Hélio Bicudo (fundador do PT) e Miguel Reale Junior. Ao apresentar o pedido, Miguel Reale Junior informou que os juritstas usaram como argumento a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que rejeitou as contas do governo de Dilma Rousseff de 2014. Na ocasião, o tribunal analisou o atraso no repasse de recursos para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, referentes a despesas com programas sociais do governo, o que configuraria operação de crédito, além de cinco decretos envolvendo créditos suplementares assinados pela presidenta Dilma Rousseff, sem autorização do Congresso Nacional. 


Agora, a denúncia deve ser lida em plenário e encaminhada a uma comissão multipartidária. Se esse grupo acolhê-la, Dilma terá um tempo para se defender das acusações. Em seguida, a comissão dará um parecer, que será submetido a votação no plenário. Para que o impeachment prossiga, dois terços dos 513 deputados devem votar a favor.


A próxima etapa seria no Senado, onde haveria um prazo de 180 dias para a deliberação, comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesse período, Dilma ficaria afastada do cargo. Caso dois terços dos senadores votem pelo impeachment, a mandatária perderia o mandato.

 

Se o vice Michel Temer também cair, serão realizadas novas eleições diretas (caso o processo seja concluído até o fim de 2016). O pedido apresentado por Bicudo e Reale acusa Dilma Rousseff de crime de responsabilidade no caso das chamadas "pedaladas fiscais" do governo.


O presidente da Câmara confirmou pelo Twitter que acolheu o pedido de impeachment de Dilma: 

 

Você viu essas notícias?

Homem é preso na Itália por transmitir HIV para seis mulheres

Pelo terceiro dia consecutivo, Pequim bate recorde de poluição

Mello: portaria que impede votação eletrônica pode ser revista

Assista

Mulher é atropelada por carro de criminosos que fugiam da polícia

Mulher é atropelada por carro de criminosos que fugiam da políciaReprodução

Veja imagens 

Casal faz montagens para encurtar distância

Mulher é atropelada por carro de criminosos que fugiam da políciaReprodução/Instagram

Compartilhar