PF cancela emissão de passaporte em sede de SP

Local teria sido esvaziado para poder facilitar o depoimento de Lula; atendimento poderá ser retomado a partir das 13h

A PF (Polícia Federal) cancelou a emissão de passaportes na unidade da Lapa, em São Paulo, na manhã desta sexta-feira, para poder facilitar o possível depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no local, por conta da 24ª fase da Operação Lava Jato. O atendimento poderá ser retomado a partir das 13h. Pessoas que tinham algum tipo de serviço agendado estão aguardando.

A sede da PF em São Paulo teria sido esvaziada para poder facilitar o depoimento do petista. 

O ex-presidente Lula foi levado para depor nas dependências do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Havia a expectativa de que ele poderia ir para a sede da PF no bairro da Lapa, mas o prédio em questão foi fechado por questões de segurança .

Polícia Federal na sede do Instituto Lula, no Ipiranga em São Paulo
PF no Instituto Lula, no Ipiranga, em SP - Jales Valquer /Fotoarena/Folhapress


Entenda a nova fase

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado para depor na sede da PF (Polícia Federal), na manhã desta sexta-feira, por conta da 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nas primeiras horas do dia. 

Agentes se dirigiram à casa de Lula e de seu filho Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, assim como às sedes Instituto Lula e da construtora Odebrecht, ambas localizados em São Paulo.

Você viu essas notícias?

Trump tem muito cabelo para ser fascista, diz neta de Mussolini

Em votação unânime, STF abre ação penal contra Eduardo Cunha

EUA: empresas disputam concessão de voos a Cuba

Assista

Instagram mostra tédio de maridos enquanto mulheres fazem compras

Instagram mostra tédio de maridos enquanto mulheres fazem comprasReprodução/Instagram

Galeria

Idosa de 90 anos recusa tratamento contra câncer e decide fazer viagem pelos EUA

Idosa de 90 anos recusa tratamento contra câncer e decide fazer viagem pelos EUADriving Miss Norma/Facebook/Divulgação

Compartilhar