Moro libera áudio de conversa entre Dilma e Lula

Presidente cita “termo de posse” a ser usado em “caso de necessidade”

O juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, quebrou o sigilo telefônico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A gravação, divulgada pela Polícia Federal, revela um diálogo entre Dilma Rousseff e Lula nesta quarta-feira (16), momentos antes da nomeação do ex-presidente como ministro chefe da Casa Civil.

No áudio, Dilma afirma que enviará um papel que deverá ser usado apenas em caso de necessidade. Ao falar do documento, a presidente usa a expressão “termo de posse”.

Confira parte do diálogo transcrito: 

Dilma: Seguinte, eu tô mandando o 'Bessias' junto com o papel para a gente ter ele, e só usa em caso de necessidade, que é o termo de posse, tá?


Lula: Tá bom, tá bom.


Dilma: Só isso, você espera aí que ele tá indo aí.


Lula: Tá bom, tô aqui, fico aguardando.

"Grave"

Ao final de uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Marco Aurélio Mello foi surpreendido por repórteres, que lhe apresentaram a gravação. Ele comentou que a veracidade da gravação deve ser verificada, embora considere "grave" o conteúdo.

A nomeação de Lula para a Casa Civil foi, segundo o governo, para ajudar o Brasil e fortalecer o Executivo. Para a oposição, porém, a designação se deu para que o ex-presidente não fosse julgado por Moro e sim pelo STF, já que o cargo lhe concederia foro privilegiado. 

Entenda o que é foro privilegiado

Você viu essas notícias?

Papa abrirá conta no Instagram em 19 de março

Delcídio: Cunha era “menino de recados” de banqueiro

EUA aliviam restrições a Cuba dias antes de visita de Obama


Vídeo

Motoristas se assustam com troca de tiros entre policiais e bandidos

Motoristas se assustam com troca de tiros entre policiais e bandidosReprodução

Fotos

Austrália realiza competição de avião caseiro

Austrália realiza competição de avião caseiroAnsa

Compartilhar