Gravação com latidos de cães atrapalha ato pró-Marielle na Câmara

No mesmo momento em que o Psol realizava homenagem à vereadora na Câmara dos Deputados, um grupo de parlamentares promoveu um ato em defesa dos animais

Um clima de mal-estar marcou o ato organizado pelo PSOL em memória da vereadora Marielle Franco na manhã desta quinta-feira, 14, no Salão Verde da Câmara dos Deputados. Enquanto os deputados cobravam explicações às autoridades sobre o mandante do crime, que completa um ano, um outro grupo de parlamentares que realizava ato em favor dos animais ligou caixas de som que tocavam sons de latidos de cachorros.

Entre os apoiadores do ato pró-animais, estava o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) que participou do ato realizado no Rio ano passado no qual foi rasgada uma placa em homenagem a Marielle.

No dia em que o assassinato de Marielle completa um ano, vereadora é homenageada pelo País. Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados

Compartilhar