Dallagnol pediu dinheiro à 13ª Vara de Curitiba para fazer campanha publicitária

Em resposta, o então juiz Sergio Moro disse ao coordenador da Lava Jato que R$ 38 mil era "possível"

Novos vazamentos do site The Intercept Brasil revelam que o procurador Deltan Dallagnol pediu dinheiro à 13ª Vara de Curitiba para fazer campanha publicitária.

O editor do site, Leandro Demori, e o âncora do "O É da Coisa", da BandNews FM, Reinaldo Azevedo, assinam nesta segunda-feira, 15, três textos sobre as ilegalidades que teriam sido cometidas.

No dia 16 de janeiro de 2016, Deltan envia uma mensagem a Sergio Moro e pergunta: "você acha que seria possível a destinação de valores da Vara, daqueles mais antigos, se estiverem disponíveis, para um vídeo contra a corrupção, pelas 10 medidas, que será veiculado na Globo? A produtora está cobrando apenas custos de terceiros, o que daria uns 38 mil".

Deltan, então, encaminha o roteiro da peça e o orçamento caso Moro "queira olhar". "Avalie de modo absolutamente livre e se achar que pode, de qualquer modo, arranhar a imagem da lava jato, de alguma forma, nem nós queremos", diz.

Veja imagens do orçamento e roteiro do projeto:

orcamento 1
BandNews FM

orcamento 2
BandNews FM

roteiro
BandNews FM


Resposta de Sergio Moro

No dia seguinte, o então juiz Sergio Moro responde: "se for uns 38 mil, acho que é possível".

Para Reinaldo Azevedo, o diálogo é "imoral", "ilegal" e "indecente" e configura corrupção passiva e ativa, pois, de acordo com o código penal, "basta a expectativa de vantagem para que a pessoa seja considerada criminosa".

Assista ao trecho do programa desta segunda-feira:

Compartilhar