Michel Temer é investigado por suspeita de corrupção em porto, diz jornal

Os documentos do caso indicam que os crimes sob investigação são corrupção ativa e corrupção passiva

O vice-presidente da República, Michel Temer, é alvo de inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) por suspeita de participar de um esquema de cobrança de propina por empresas em Santos na década de 90, segundo informou o jornal “Folha de S.Paulo” nesta terça-feira.

Ainda de acordo com a publicação, a Polícia Federal em Santos instaurou em 2006 um inquérito para investigar o esquema. Cerca de cinco anos depois, em fevereiro de 2011, o caso chegou ao STF (Supremo Tribunal Federal) porque Temer tem foro privilegiado por ser vice-presidente.

Os documentos do caso indicam que os crimes sob investigação são corrupção ativa e corrupção passiva. A Procuradoria-Geral da República poderá determinar a realização de novas diligências sobre o caso.

Michel Temer negou ao jornal que tenha recebido qualquer tipo de propina. Ele apresentou cópia de um parecer do então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, que determinou o arquivamento do processo administrativo sobre o caso (antes do início da fase de inquérito). 


Redator: Tatiane Conceição

Compartilhar

Deixe seu comentário